(95) 99159-8088

NO AR

Radio Roraima

radiororaima.com.br

Cidade

SENSIBILIZAÇÃO - Maternidade promove panfletagem sobre prevenção da gravidez na adolescência

Os adolescentes representam cerca de 23% da população brasileira, e um em cada sete bebês nascidos no país é filho de mãe adolescente.

Publicada em 08/02/24 às 11:29h - 16 visualizações

por Secom/GovRR


Compartilhe
 

Link da Notícia:

A ação tem o objetivo de sensibilizar os jovens para evitar a gravidez indesejada na adolescência  (Foto: Secom/GovRR)
O Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth promove nesta quinta-feira, dia 8, uma panfletagem para pacientes sobre a importância da prevenção da gravidez na adolescência.

Idealizada pela Direção de Ensino, Pesquisa e Divulgação da unidade, a atividade ocorrerá a partir das 10h, nas Alas das Margaridas e Girassóis, sendo inteiramente alusiva à Semana Nacional de Prevenção a Gravidez na Adolescência.

“Nós elaboramos uma programação voltada para a Semana Nacional de Prevenção a Gravidez na Adolescência. Será uma blitz educativa com apoio de alunos do curso de Medicina da Universidade Federal de Roraima, com entrega de material informativo relacionado a esse tema”, destacou.

Sobre a data

Instituída pela Lei nº 13.798/2019, a Semana Nacional de Prevenção a Gravidez na Adolescência tem a finalidade de disseminar informações sobre medidas preventivas e educativas que contribuam para a redução da incidência da gravidez na adolescência.

De acordo com o Ministério da Saúde, os adolescentes representam cerca de 23% da população brasileira, e um em cada sete bebês nascidos no país é filho de mãe adolescente.

Em Roraima, segundo dados do Serviço de Arquivo Médico e Estatística do HMI, foram realizados 1.900 partos em pacientes com idade entre 11 a 19 anos no ano de 2022, enquanto em 2023 foram contabilizados 1.843 partos.

“Esse material traz informações sobre como prevenir uma gravidez na indesejada, das complicações que podem acontecer com essa adolescente; os reflexos externos que isso pode causar, como a questão da evasão escolar; a taxa de mortalidade materna; questões relacionadas à saúde emocional; entre outras situações”, completou Raissa.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

(95) 99159-8088

Copyright (c) 2024 - Radio Roraima
Converse conosco pelo Whatsapp!